Termo cada vez mais comum entre empreendedores do comércio eletrônico, SKU (Stock Keeping Unit ou Unidade de Manutenção de Estoque) é tradicionalmente usado para identificar itens em lojas ou catálogos.

Trata-se de um número de identificação de um produto, geralmente de dez dígitos alfanuméricos, que facilita o gerenciamento do estoque.

Quando acessado no ponto de venda ou no sistema de contabilidade da empresa, o SKU rastreia informações relacionadas ao produto.

Por meio dele, é possível pesquisar e identificar exatamente qual produto foi vendido, entregue ou simplesmente trocado.

Ao contrário dos códigos universais de produtos (UPCs), os SKUs são individuais, ou seja, cada varejista tem seu próprio conjunto de SKUs para suas mercadorias.

Como funciona

Em geral, eles são divididos em classificações e categorias. Por exemplo, todos os SKUs de uma empresa começam com as duas primeiras letras sempre iguais – como as iniciais da marca, por exemplo –, depois letras indicam o tipo de produto, a cor, enquanto outros números descrevem modelo e assim por diante.

Também chamado de model numbers, part number ou código do produto, o SKU funciona como o RG da mercadoria e tem por finalidade facilitar e agilizar a contabilidade precisa do estoque.

Afinal, gerir o estoque é vital para manter a saúde financeira da empresa.

Vendedores sabem muito bem que é muito fácil se atrapalhar no meio de um monte de produtos. Os SKUs vieram para colocar ordem nesse quebra-cabeça.

Para negócios que envolvem estoque e armazenamento de produtos, o SKU faz com que toda a logística seja mais ágil, ajudando na assertividade dos processos e evitando possíveis erros no estoque.

SKU para gestão de estoque

A logística entende que a gestão eficaz e organizada do estoque e do armazenamento é fundamental para o sucesso da empresa.

Quanto maior o volume e a variedade de produtos de um empreendimento, mais desafiadora é a tarefa de controlar as entradas e saídas de itens.

Sabemos que o descontrole de estoque gera altos custos. Quando bem feito, o gerenciamento de SKU permite otimizar estoque e compras e, dessa forma, aumentar a receita. Além de evitar a falta inesperada de algum item.

Com o SKU é possível deixar o estoque muito bem organizado, o que poupa tempo e, consequentemente, evita custos.

Vantagens do SKU

  • são únicos para cada empresa;
  • quando elaborados de forma racional, são legíveis e facilmente compreendidos pelas pessoas;
  • é a forma mais eficaz para administração e manutenção do estoque;
  • esses códigos exclusivos permitem que a empresa estabeleça estoques e garanta a compra da quantidade exata de produtos para evitar a falta de algum item;
  • o SKU armazena as especificidades de cada produto, podendo conter a descrição do item, identificação de cor, informações do fabricante e termos de garantia;
  • possibilita saber exatamente o número de produtos em estoque;
  • são uma excelente forma para as empresas de transporte rastrearem os produtos;
  • Agilidade em manutenção, distribuição, compra, venda e troca, ou seja, estoque como um todo;
  • é possível utilizá-lo no código de barras;
  • é possível a integração com e-commerce e lojas virtuais;
  • é aceito por sistemas de PDV, com ferramentas de estoque e vendas;
  • aprimora a comunicação integrada da empresa.

 

SKU no e-commerce

Da mesma forma que no varejo, no comércio eletrônico os SKUs permitem maior controle de estoque e facilitam a integração com sistemas de gestão do tipo ERP.

No e-commerce, a classificação de itens e produtos por SKUs evita erros na gestão de estoques e pedidos, e impede que produtos errados sejam entregues ao consumidor, garantindo que os itens vendidos sejam embalados e enviados aos clientes.

Como o SKU se aplica a todo o processo de gerenciamento de estoque, acaba sendo uma ferramenta fundamental para manter a logística sempre afinada, sem incorrer em atrasos ou outros problemas.

O SKU é fundamental para o comércio eletrônico em três bases:

  • estoque: dá a quantidade exata disponível, para que se controle o estoque máximo e mínimo, aperfeiçoando a integração do estoque com a loja virtual;
  • logística de armazenamento: torna mais fácil encontrar e empacotar o produto correto;
  • especificação do produto: indica as principais caraterísticas de cada item.

 

A adoção de métodos de organização e gerenciamento de estoque com o uso de códigos SKUs é muito relevante para ter processos logísticos eficientes e de alta qualidade.

Tem interesse em organizar seu estoque utilizando os SKUs mas não sabe por onde começar?

A Sequoia, maior operadora logística de e-commerce e tecnologia do país, com expertise em soluções logísticas completas e integradas, oferece as melhores soluções de acordo com as necessidades de cada empresa.